Lei obriga serasa a suspender informações

15-10-2015

Compartilhe:

A Serasa Experian, dona do maior banco de dados de crédito do país, vai suspender a divulgação de informações (indicadores econômicos e pesquisas) que usam como base o cadastro de devedores da empresa e são usadas pelo mercado para estabelecer políticas de crédito e tomar decisões de negócios. (...) A suspensão dos indicadores é por tempo indeterminado e ocorre em razão da lei paulista que obriga o envio de carta com aviso de recebimento (AR) para a pessoa com dívida em atraso, antes de incluir seu nome em cadastros de inadimplentes."

Ao invés de simplificar o sistema e reparar erros com mais celeridade, nossas autoridades preferem emitir leis para burocratizar os processos, tudo sob a desculpa da proteção do consumidor.

Na verdade, alguns consumidores se beneficiarão à custa de outros. As empresas ou bancos, sem poder consultar a lista de inadimplência e distinguir bons e maus pagadores, ou restringirão sua oferta de crédito ou cobrarão mais por ele.

Quem perde nessa história: consumidores sem dívidas protestadas, que terão crédito mais restrito e mais caro; e as empresas que terão mais risco na hora de vender a crédito. Quem ganha: consumidores com dívidas protestadas, que terão menos repercussões negativas, e os cartórios, que acumulam mais taxas e funções obrigatórias. Consumidores já gastam R$ 5 bilhões por ano em cartórios no Brasil.

 

fonte - site folha

© 2015 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por